Peça Teatral: Cabanagem, de Nazareno Tourinho Imprimir

 

Talvez a cena mais importante do enredo do livro “Cabanagem- peça teatral” se desenrole com a tomada da capital paraense no dia 7 de janeiro de 1835. É um momento simbólico na trama. Guarda a essência de uma tentativa de resgatar o movimento pelo aspecto que o diferencia das outras revoluções travadas no Brasil. A Cabanagem foi, acima de tudo, um levante popular. A obra escrita pelo dramaturgo Nazareno Tourinho será lançada no próximo dia 30 de agosto no Teatro Estação Gasômetro, logo depois da apresentação da peça “Nó de 4 pernas”, de autoria dele e realização através do projeto coordenado pela prof. dra. Bene Martins, "Memórias da Dramaturgia Amazônida: Construção do Acervo Dramatúrgico”.
Na trama desenvolvida por Tourinho, os personagens mais simples protagonizam os acontecimentos ao lado dos nomes ilustres da revolução. São personagens que transitam logo pelas primeiras páginas e ganham vida e vigor revolucionário a cada nova ação. Compartilham juntos uma ideia que nunca morre, o de uma sociedade mais justa e verdadeiramente livre.

A Cabanagem suscitou e continua suscitando as mais diferentes leituras, concebidas a partir de olhares muitas vezes configurados pela ideologia de quem interpreta, por múltiplos contextos e cenários. Para escrever “Cabanagem”, Nazareno debruçou-se em diversas fontes, numa preocupação com os fatos, com os personagens e com a cronologia do desenrolar do movimento cabano. Em suma, uma leitura essencial para estudantes e para quem deseja compreender a revolução cabana.

Informações sobre o livro: Editora Saraiva

Fonte: https://www.facebook.com/icaufpa

 

Acessar



Quem está Online

Nós temos 38 visitantes online